ESTRELAS

Assistente Virtual de Mídias Digitais: o que é e como começar

Ser uma assistente virtual é uma das melhores decisões para quem quer ganhar dinheiro online! Entenda o que faz uma assistente virtual e como começar.

17h | 20 de outubro 2020 Por Capitã SOS

Por Ana Tex

Ser uma assistente virtual é uma das melhores decisões para quem quer ganhar dinheiro online ou iniciar uma nova carreira na internet! Afinal, não faltam empresas e influenciadores entrando no mundo digital e buscando assistentes virtuais para economizar tempo no gerenciamento de mídias digitais.

E é aí que você pode entrar!

Diferente de um emprego convencional de assistente, no qual você fica se limita a uma jornada de trabalho exclusiva, ser assistente virtual de mídias digitas te permite atender a mais de uma empresa.

O que isso quer dizer? Mais chances de aumentar sua renda! Ou até mesmo a criar seu próprio negócio de assistência virtual.

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri, em preto e branco, com expressão preocupada dizendo "quem tá chocada sou eu"

Mas calma lá!

Antes de te mostrar o que você precisa fazer para começar nessa carreira, deixa eu te falar primeiro o que é um assistente virtual e o que ele faz em mais detalhes.

Vem comigo e já deixa um bloco de notas do seu lado para anotar o que você vai precisar aprender para se tornar uma assistente virtual!

O que é uma assistente virtual?

Sabe a conhecida assistente administrativa? É bem parecido, só que com tarefas mais voltadas ao mundo digital.

Se você já tem histórico de trabalhar nessa área e conhece alguma das rotinas, você já tem alguma vantagem. Mas vale lembrar que nem sempre cuidar de agendamentos e fazer controle administrativo é o que um empreendedor está buscando em uma profissional da área!

Inclusive, é isso o que torna essa profissão tão versátil! Por exemplo, muitos empreendedores buscam uma assistente virtual apenas para gerenciar o atendimento por WhatsApp da empresa, responder mensagens inbox do Instagram e Facebook. Outros, apenas para criar posts nas redes sociais. Alguns ainda preferem assistentes no sentido mais tradicional da coisa, como cuidar da agenda, criar planejamentos digitais em ferramentas como o Trello e executar pequenas tarefas administrativas.

As habilidades mais procuradas em uma assistente virtual são a capacidade de gerenciar perfis nas mídias sociais, seja para trabalhar apenas com conteúdo orgânico (os posts publicados gratuitamente em uma mídia social, ou seja, que não são anúncios) ou com os anúncios patrocinados - são aqueles posts pagos que você eventualmente esbarra quando está deslizando pelo Instagram e pelo Facebook.

Mas, como falei, nem todo cliente vai querer isso! E essa é uma das melhores características no trabalho de uma assistente virtual. Quer saber por quê? Eu vou te mostrar!

#PARATODOSVEREM: Nathalia Arcuri está sentada em um sofá com manta de listras brancas e pretas. Ao fundo, elementos adesivos brancos e pretos que remetem ao universo financeiro. Com as mãos levantadas, Nath diz "PRESTA ATENÇÃO"

Quais habilidades devo aprender para ser assistente virtual?

Talvez eu tenha te intimidado falando das muitas tarefas que uma assistente virtual pode exercer...

Mas, acredite em mim, nenhuma delas é muito complexa ou difícil de aprender. Eu mesma já encontrei e ensinei muitas pessoas que mal sabiam criar um post no Instagram e hoje são profissionais bem-sucedidas na área! Isso significa que você também pode!

Pra te ajudar, separei algumas habilidades que podem ser muito úteis pra começar a trabalhar como assistente virtual:

1. Gerenciar perfis nas mídias sociais

A princípio, eu sugiro que você aprenda a gerenciar perfis nas mídias sociais. Facebook, Instagram e WhatsApp são facilmente as ferramentas mais usadas por empreendedores online.

Então, é interessante conhecer os tipos de posts que cada uma permite, aprender a usar ferramentas de criação, saber agendar posts e analisar relatórios de métricas. Todas essas tarefas são comuns aos gestores de mídias sociais.

Para te ajudar a se familiarizar com essas ferramentas, tenho algumas sugestões gratuitas que você pode começar a explorar:

  • Canva - pra criar e editar imagens
  • Inshot - pra editar vídeos
  • mLabs - pra gerenciar posts em mídias sociais
  • Reportei - é uma ferramenta de criação de relatórios de redes sociais
  • YouTube Studio - a ferramenta do próprio YouTube para gerenciamento de canais

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri tocando na cabeça, com cara de "entendeu?"

2. Atendimento e vendas pelo WhatsApp

Além de saber como gerenciar perfis nas mídias sociais, é importante aprender conceitos de atendimento e vendas pela internet. Afinal, essa também é uma demanda quando uma empresa busca por assistentes virtuais!

A ferramenta mais comum para esse tipo de atendimento é o WhatsApp. Mas Facebook Messenger e Telegram também podem ser exigidos. O lado bom é que, apesar de serem ferramentas diferentes, muitas das funcionalidades são semelhantes, mudando apenas alguns botões de lugar.

Além das técnicas de atendimento e vendas, veja o que é interessante aprender ao gerenciar apps de mensagens de empresas:

  • Gerenciamento de grupos
  • Criação de listas de transmissão
  • Criação de conteúdo para listas e grupos
  • Escrita persuasiva (também conhecida na área como copywriting)

3. Anúncios patrocinados

Por fim, também temos os anúncios patrocinados!

Eles são um pouco mais complexos e vão exigir algum investimento para aprender sobre sua criação. Tanto o Facebook quanto o Google e YouTube permitem às empresas publicar anúncios patrocinados. Eles aparecem em buscas, no feed ou em meio aos vídeos que as pessoas assistem.

Esses anúncios são meticulosamente planejados e criados com um propósito específico. Portanto, é interessante aprender bastante antes de oferecer esse tipo de serviço.

Dentre todas as funções que mencionei até aqui, com certeza recomendo que você aprenda sobre anúncios patrocinados por último. Afinal, é mais complexo!

Além disso, é perfeitamente possível conseguir clientes que não exigem gerenciamento de anúncios e, quando aprender, pode oferecê-los como um bônus. Ou seja, vira mais um modo de aumentar seu valor para esse cliente -  ganhar mais dinheiro!

Nathalia Arcuri dizendo "Sua rica!", com a legenda dizendo a mesma coisa e corações na tela

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri dizendo "Sua rica!", com a legenda dizendo a mesma coisa e corações na tela

Eu tenho que aprender tudo isso antes de começar?

A resposta é um sonoro NÃO!

Afinal, uma das características mais legais em ser uma assistente virtual de mídias digitais é que você não precisa ficar anos estudando para começar.

Você pode aprender só uma coisa e oferecer esse serviço muito bem enquanto aprende outros! Assim, à medida que vai ganhando novos clientes e estudando, você pode ampliar seu leque e oferecer mais coisas, inclusive pros clientes que já conquistou.

Mais uma alternativa é se associar com outras assistentes virtuais com habilidades complementares à sua. Assim, você cria uma solução completa e aumenta o rendimento para ambas.

Portanto, a minha sugestão para quem está começando agora é analisar o seu próprio perfil, conhecimento e habilidades.

Nathalia Arcuri concentrada, falando pausadamente "simples"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri concentrada, falando pausadamente "simples"

Você já trabalhou com vendas ou atendimento por muitos anos? É uma pessoa que gosta de se comunicar? Então, comece pelos apps de mensagens!

Ou já teve um perfil profissional e costuma acompanhar as tendências das redes sociais? Se sim, aprenda sobre gerenciamento de perfis e comece oferecendo esse serviço!

Mas, embora eu recomende aprender o básico sobre todas as tarefas que uma assistente virtual pode fazer, SIM, eu recomendo se especializar em uma dessas áreas.

Afinal, saber o básico te ajudará a conquistar seus primeiros clientes. Mas é a especialização que irá valorizar sua hora de trabalho e atrair clientes que pagam mais pela sua hora de trabalho!

O caminho das pedras: como ser uma assistente virtual?

Considerando tudo o que falei até aqui, esse é o caminho que eu sugiro que você, ao assumir a carreira de assistente virtual, faça:

1. Aprenda duas entre essas habilidades: gerenciamento de tarefas e agenda, atendimento e vendas por WhatsApp ou gerenciamento de perfis nas mídias sociais mais conhecidas.

2. Conquiste seus primeiros clientes. Você pode fazer isso de duas maneiras: uma é buscando empresas locais e oferecer seus serviços. Outra é buscar vagas em plataformas online como Workana, 99Jobs, Jobzz.

3. Termine de aprender o básico sobre as habilidades mencionadas. Ao fazer isso, você aumenta as chances de conseguir novos clientes!

4. Se especialize! Aprenda sobre uma das habilidades de maneira mais profunda. Se torne uma referência naquilo!

5. Aumente o valor da sua hora de trabalho. O dia tem tempo limitado e uma das maneiras de lucrar mais é aumentar o valor da sua hora de trabalho. Ao se especializar, você será capaz de encontrar clientes que paguem mais.

6. Contrate mais profissionais para te ajudar: ser uma assistente virtual não te impede de contratar outras para atender todos os seus clientes!

Então, já está com o caminho todo mapeado? O que falta para você começar a fazer dinheiro trabalhando em casa e pela internet? Bora aprender novas habilidades e ganhar dinheiro trabalhando de casa!


Ana Tex é Especialista em Alavancar Negócios das Redes Sociais. Siga-a no Instagram: @anatex

Leia também


Compartilhe este post

Posts relacionados

Este site usa cookies para garantir que você obtenha uma melhor experiência conosco. Para saber mais, acesse nossa Política de Privacidade