PASSO A PASSO

Essa ferramenta pode salvar o seu negócio! Passo a passo pra preencher o Canvas

Com o Canvas, você vai ter mais clareza do que faz, pra quem, por quê e quais são seus diferenciais. Conheça essa ferramenta e veja como usá-la!

18h | 22 de outubro 2020 Por Capitã SOS

Marinheiras e marinheiros do SOS Me Poupe! que já estão com um olho no bote salva-vidas e outro no colete porque parece que o próprio negócio não tem salvação, o post de hoje pode mudar a sua situação! Eu vou te apresentar uma ferramenta muito simples de usar e que pode mudar TUDO no seu negócio: o Canvas! Com ele, você vai ter mais clareza do que faz, pra quem, por quê e quais são seus diferenciais.

"Capitã, eu só quero vender meu serviço ou meu produto e ganhar dinheiro, precisa dessa complicação toda??"

Cuidar do seu negócio, criar um modelo de negócios que garanta o crescimento dele e faça com que você venda pra cada vez mais pessoas e ganhe mais dinheiro é uma COMPLICAÇÃO, tripulação????

Não, né? Ah, que bom que você entendeu que esse tipo de planejamento faz parte do seu negócio! Aliás, é uma das partes mais importantes.

Então, deixa eu te apresentar o Canvas e te contar como você faz pra preenchê-lo! Pra isso, eu pedi ajuda da rainha das finanças, Nathalia Arcuri, que já fez um vídeo apresentando essa ferramenta:

O que é um Canvas?

Antes de começar, separa o material que a gente vai usar no post de hoje:

Baixou o Canvas? Tá com caneta e post-its do lado? Então, deixa eu te explicar o que você tá vendo nesse monte de quadrados!

Passo 1: defina sua proposta de valor no Canvas

Bem no centro, em rosa, está a primeira coisa que você vai preencher: a proposta de valor!

Essa deve ser a primeira coisa que você vai preencher porque é a essência do que você: que dor do seu cliente você resolve e de que forma.

"Capitã, eu não resolvo dores, eu vendo bolo!"

E quem disse que vender bolo não é uma forma de resolver uma dor, ou seja, atender uma demanda?!

Pense um pouco: quando é que seu cliente precisa do seu bolo? E por que ele vai comprar o SEU bolo?

Sua proposta de valor, como o nome já diz, mostra o que é que você entrega de VALOR pro seu cliente. Ou seja, é focada na experiência que o cliente vai ter enquanto você resolve o problema dele.

Por exemplo, no caso do bolo, a proposta de valor pode ser fazer bolos caseiros, sempre fresquinhos e que são entregues na casa do cliente em até uma hora.

Nathalia Arcuri tocando na cabeça, com cara de "entendeu?"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri tocando na cabeça, com cara de "entendeu?"

Passo 2: foco no cliente

Do lado direito da proposta de valor, em verde, há três quadrados que te ajudam a entender quem é o seu cliente. Afinal, se você não sabe pra quem vai vender, fica difícil de fazer alguma venda, né?!

E atenção: não caia na armadilha de achar que qualquer pessoa é seu cliente!

Nathalia Arcuri dizendo "Não! Não faça isso!"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri dizendo "Não! Não faça isso!"

Sabendo PRA QUEM você tá vendendo, você consegue criar produtos e serviços que atendem diretamente essas pessoas. Vai por mim: é muito mais fácil ter foco e conseguir fechar vendas do que atirar pra todo lado e não vender pra ninguém.

Perdão, marinheira e marinheiro, esqueci de avisar que isso poderia doer...

Mas vamos seguir viagem e falar desses três quadrados de cliente:

  • Segmentos de clientes: é pra quem você vai vender! Por exemplo, se seu público-alvo são mulheres que trabalham em casa, é com isso que você vai preencher. Se for pessoas que levam marmita pro trabalho, pode por esse post-it. Se você vender só pra outras empresas, cole um post-it escrito isso.
  • Canais: é por onde você vai vender. É num marketplace online? No SOS Me Poupe!? Na sua própria loja virtual? Ou numa loja física? Enfim, aqui é onde você coloca a forma que seu cliente vai te encontrar.
  • Relacionamento: preencha com a forma como você vai criar e manter o seu relacionamento com seus clientes - inclusive quem já é seu cliente! Afinal, a melhor propaganda do seu negócio é um cliente satisfeito. Então, coloque os canais de comunicação com os clientes: redes sociais, lista de emails, lista de transmissão no WhatsApp...

Passo 3: como funciona seu negócio

Depois que descobrir qual a proposta de valor do seu negócio e pra quem você vai vender, é hora de ir pro outro lado do seu Canvas e descobrir COMO você vai fazer tudo isso!

Na parte azul do Canvas, tem outros três quadrados que vão te ajudar nessa etapa:

  • Atividades: não é apenas o que você faz, mas o que precisa fazer pra se manter sempre na cabeça do cliente, oferecer o melhor e expandir seu negócio! Vamos pensar de novo em quem vende bolo: a atividade dessa pessoa não é simplesmente vender bolo, mas desenvolver receitas únicas que permitam vender os melhores bolos da região com um preço incrível.
  • Ferramentas: o que você precisa pra trabalhar! Pode ser uma batedeira e um forno pra fazer bolos e um computador e um celular pra divulgar seus bolos. RÁ! Você nunca tinha pensado que um celular era TÃO importante pra uma boleira e um boleiro, né? Por isso, nessa parte, pode listar TUDO que sua empresa precisa. Mas atenção: ela talvez não precise da lista completa pra começar! Então, não deixe de trabalhar porque ainda não tem tudo; aos poucos, você pode reinvestir e fazer essas melhorias.
  • Parcerias: insira aqui sua frase de efeito preferida: "uma mão lava a outra", "juntos vamos mais longes", "parceiros unidos jamais serão vencidos"... E por aí vai! Não tenha medo de procurar parceiros que podem ajudar seu negócio, e os quais você também possa ajudar. Por exemplo, a pessoa que vende bolo pode fazer uma parceria com um café da região e combinar uma porcentagem para cada um dos bolos que forem vendidos lá. Isso, aliás, pode aumentar BASTANTE o seu faturamento, como a Nath explica nesse vídeo:

Passo 4: vamos falar de dinheiro!

Na última parte do preenchimento do seu Canvas, é hora de falar de dinheiro! Esses são os espaços que ficam na parte de baixo da página. São dois, e você vai preencher assim:

  • Fontes de receita: é de onde vai vir o seu dinheiro. E não é "dos clientes", é o que você vai fazer pra ganhar dinheiro! Por exemplo, quem vende bolos pode escrever "venda de bolos", mas, se a empresa tiver outras fontes de renda (o que é MUITO recomendado!), como vender ebooks de receitas, coloca também nesse espaço.
  • Estrutura de custos: essa parte é pra você saber o quanto seu negócio custa. Afinal, criar um negócio exige que você faça investimentos! Então, saber o quanto vai gastar em cada coisa é essencial pra não ter nenhum susto e precisar se embolar em dívidas inesperadas.

Viu como é simples preencher seu Canvas?

Mas ser simples não quer dizer que você vai fazer rápido e sem pensar... Pelo contrário!

Eu quero que você tenha concentração total nisso, marinheira e marinheiro. Afinal, o Canvas pode mudar o rumo do seu negócio. E isso pode, sim, ser uma coisa boa: ele pode apontar uma direção mais clara pra você ganhar mais dinheiro!

"Adorei o Canvas, Capitã! Mas ainda não entendi direito os post-its..."

Eu explico, tripulação: os post-its servem justamente pra você mudar de ideia!

Afinal, algumas coisas podem mudar com o tempo na sua empresa. Por exemplo, uma parceria deixar de existir, surgir uma nova fonte de renda ou até novas ferramentas que você vai precisar pra crescer ainda mais. Então, com os post-its, você pode colar e descolar as ideias que tem sem perder TUDO o que já escreveu.

Nathalia Arcuri concentrada, falando pausadamente "simples"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri concentrada, falando pausadamente "simples"

Se o Canvas te ajudou a entender melhor a entender o modelo de negócios da sua empresa, manda esse post pra sua amiga e pro seu amigo que estão começando um negócio e precisam conhecer essa ferramenta! Pode usar esses botões aí embaixo mesmo pra fazer isso!

Tripulação, até a próxima, e não se esqueça: um bom planejamento é o primeiro passo pro sucesso!

Leia também


Compartilhe este post

Posts relacionados