CRECHE DE NEGÓCIOS

Como conhecer seu público? 4 passos práticos pra saber quem é seu cliente

Não adianta nada você remar pro Norte se seu cliente tá no Sul, certo? Então, veja como conhecer melhor seu cliente em 4 passos simples e práticos!

09h | 16 de novembro 2020 Por Capitã SOS

Tripulação, eu já falei aqui que, pra quem não sabe pra onde vai, qualquer caminho serve. Mas tem uma coisa que eu deixei pra te contar hoje: também é essencial saber, além do ONDE, o PARA QUEM. Isto é, quem é seu público e quem são seus clientes!

Afinal, não adianta nada você remar pro Norte se seu cliente tá no Sul, certo? Por isso, você precisa entender quem é ele, o que ele procura e de que forma você pode diferenciar sua embarcação da embarcação da concorrência.

Já tá com o caderninho do sucesso aí do lado?? Então, içar velas, levantar âncora e vamos conhecer seu público!

1. Observe quem já comprou

Marinheira e marinheiro, vamos começar do começo: o que você sabe sobre quem já comprou com você? Consegue identificar algumas coisas que essas pessoas tenham em comum?

Por exemplo: se você faz mochilas artesanais, talvez já tenha vendido muito pra pessoas que têm até 30 anos e trabalham fora. Mas já parou pra contar quantas dessas pessoas são homens e quantas são mulheres?

Ou, se vende marmitas caseiras, tenha descoberto que seus anúncios em grupos de estudantes no Facebook fazem muito mais sucesso que os posts em grupos gerais de vendas. Ou seja, pode ser mais interessante você focar seus esforços em vender pra estudantes!

Por isso, pegue a sua planilha de vendas e faça anotações sobre o perfil de todo mundo que já comprou com você: gênero, idade, região onde mora, se é casado ou solteiro, se tem filhos ou não, se trabalha em casa ou fora...

2. Perguntar não ofende!

"Ih, Capitã, eu não tenho essas informações sobre meus clientes!!"

Então, vamos de solução, tripulação (até rimou!): envie uma pesquisa pra descobrir. É muito fácil e rápido de fazer, e ela pode te ajudar a entender direitinho pra quem tá vendendo!

Tem alguns serviços que te ajudam a montar um formulário de forma simples pra mandar pros seus clientes, como o Google Forms. É só pensar nas perguntas que são relevantes pro seu negócio, colocar lá e mandar pros clientes! E o melhor: DE GRAÇA!

Uma boa ideia é oferecer uma recompensa pros seus clientes pra incentivá-los a preencher o formulário, como um desconto na próxima compra. Assim, além de conseguir mais informações sobre eles, você ainda pode fazer mais vendas!

Outra vantagem de fazer essa pesquisa é que, além de aprender mais sobre quem são seus clientes, você pode pedir a opinião deles sobre seu produto ou seu serviço.

Por isso, aproveite pra perguntar TUDO que você quer saber e que pode te ajudar a melhorar: como foi toda a experiência de compra? O que achou do produto? E o atendimento? O que poderia ser melhor?

3. E a concorrência?

Já te falei pra ficar de olho na concorrência, né, marinheira e marinheiro?! Na hora de conhecer melhor o seu cliente e descobrir como falar com ele, isso também vale!

Afinal, seu concorrente provavelmente tem um público bastante parecido com o seu. Você pode dar uma olhada pra ver como ele se comunica com os clientes dele e, daí, pescar algumas ideias novas de como você poderia fazer isso com os seus!

Nathalia Arcuri levantando as mãos e dizendo "é justo"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri levantando as mãos e dizendo "é justo"

Além disso, essa olhadinha também vale pra você avaliar seu próprio negócio: o que você faz de diferente, ou até de MELHOR que a concorrência? Que diferenciais você oferece, e como pode deixá-los cada vez mais claros? Por que seus clientes optaram pelo SEU produto ou serviço, e não pelo do concorrente? Teve alguma coisa que você fez, como um post no Instagram, que deu muito resultado? O que esse post tinha de especial?

"Capitã, mas isso é uma avaliação do meu negócio, e não dos clientes..."

SIM e NÃO! Afinal, fazer esse estudo permite que, ao mesmo tempo em que você dá uma boa olhada no seu negócio, entenda as formas que já conseguiu se conectar com os seus clientes. E, consequentemente, isso pode te trazer mais informações sobre o que eles gostam!

4. A tal da persona

Você já ouviu falar de persona? Esse é um tipo de ferramenta muito usado no marketing pra definir EXATAMENTE quem é o "cliente ideal". E não precisa ser só uma! As personas te ajudam a visualizar a PESSOA, em vez da massa. E, assim, você consegue personalizar muito mais as suas vendas!

Nathalia Arcuri surpresa, exclamando "o quê?!"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri surpresa, exclamando "o quê?!"

Deixa eu explicar de outro jeito:

Persona é uma pessoa. Ela não é real, mas é baseada nas características que você obteve por meio dos outros passos. Por exemplo: uma das personas de quem vende marmitas caseiras pra estudantes pode ser a Joaquina. Ela tem 21 anos e estuda Administração na USOSMP (Universidade SOS Me Poupe!). Já que que mudar de cidade pra estudar, não mora com a família há três anos e sente falta de uma comida caseira. Afinal, Joaquina estuda e trabalha, e não tem muito tempo pra cozinhar. Mas ela também não quer comer "tranqueira", foge de lanchonetes e de fast food no dia a dia.

Público-alvo é uma massa, um tipo de pessoa. Por exemplo: estudantes universitários, de 18 a 23 anos, solteiros, que moram longe da família e têm renda de até R$ 2.000.

Deu pra entender? A Joaquina é a personificação do público-alvo! E, pra pessoa que vende essas marmitas caseiras, imaginar a Joaquina pode ajudar muito na hora de fazer anúncios e falar com os potenciais clientes.

"Capitã, é OBRIGATÓRIO criar personas pro meu negócio???"

OBRIGATÓRIO nada é, marinheira e marinheiro. Mas é uma ferramenta a mais pra te ajudar a conhecer seu público, entender seu cliente, falar diretamente com ele e vender mais!

#PRATODOSVEREM: Nath em um estúdio dizendo: "muito dinheiro"

Agora, tripulação, é com você!

Comece pelo primeiro passo, ou seja, avaliando o perfil dos clientes que você já tem. Com certeza, fazer isso já vai te dar várias ideias pra seguir nos próximos!

E, como eu sei que você já pensou em alguém que precisa de ajuda pra conhecer meus os clientes e definir o público-alvo pra vender mais, usa os botões aí embaixo pra mandar esse post pra ela!

Até a próxima, e lembre-se: tentar vender pra todo mundo é o primeiro passo pra não vender pra ninguém.

Leia também


Compartilhe este post

Posts relacionados