PASSO A PASSO

Como pequenos empresários podem economizar?

14h | 25 de agosto 2021 Por Capitã SOS

Uma boa gestão de recursos, como energia e água, faz diferença no final do mês, pode apostar! Cortar esses custos deve ser uma constante na vida de pessoas física e jurídica, pois são recursos naturais. Confira dicas pra economizar energia e água, e dica bônus pra diminuir os efeitos da inflação.

 

Por SOS Capitã

 

Atenção, tripulação! Antes de dar a partida, darei algumas informações sobre clima (de crise) e temperatura (econômica).

O país registrou, nos últimos 12 meses, inflação a 8,99%; a taxa Selic teve reajuste pela 4ª vez consecutiva e chegou a 5,25% ao ano (subindo e contando); a energia elétrica teve aumento de 52% no valor da bandeira vermelha patamar 2 no Brasil, gerando acréscimos na casa dos 8% na conta de luz (e seguirá aumentando); a gasolina já subiu 9 vezes nas refinarias em 2021 e o preço cobrado acumula alta de 51%.

 

Nathalia Arcuri fazendo cara de susto

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri fazendo cara de susto

 

 

Aumento em cadeia

Aqui eu expliquei, dia desses, como funciona o aumento de preços em cadeia, que começa na crise hídrica, aumenta a energia elétrica, encarece a produção de praticamente tudo, elevando o preço de alimentos, bens de consumo e serviços. E aí, como se não bastasse o aumento na conta da luz, você paga mais pra comer, comprar e contratar.

Diante dessa pressão (principalmente no bolso de pequenos e médios empresários), a primeira e principal recomendação é economizar, fazer um pente fino nas contas, rever estratégias dos negócios e segurar firme, marinheiras e marinheiros! Sua Capitã SOS está aqui pra ajudar!

 

Economizar

Vou propor aqui um teste simples: se você jogar o termo “economizar” no Google ou qualquer outro buscador na internet, o que você vai ler? Eu tenho certeza que vai aparecer: energia, água, dinheiro, combustível, luz e gastar com consciência. Acertei? Pois é, foi o que eu imaginei!

Quando se fala em economizar, pode ser tanta coisa, né? E pensando nas pequenas empresas e empreendedores autônomos, economizar é também melhorar a gestão financeira, reduzir custos, pesquisar fornecedores, otimizar gastos de pessoal etc.. Afinal, além de cuidar das finanças dos negócios, é importante reduzir repasses aos clientes!

 

Nathalia Arcuri levantando as mãos e dizendo "é justo"

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri levantando as mãos e dizendo "é justo"

 

Gestão de recursos: energia e água

Uma boa gestão de recursos, como energia e água, faz diferença no final do mês, pode apostar! Cortar esses custos deve ser uma constante na vida de pessoas física e jurídica, pois são recursos naturais.

Em momentos de crise, a coisa piora, pois a concorrência fica mais acirrada e as margens de lucro ficam mais apertadas. Então, a receita pra driblar a situação e evitar outras crises é: cortar ao máximo os gastos desnecessários.

 

  1. Melhorar a eficácia no consumo de energia

Uma pesquisa do Sebrae mostra que, em 2019, a conta de energia representava mais de 15% dos custos operacionais dos pequenos negócios. Em 2020, um novo levantamento revelou que a energia foi o principal custo pra quase 28% dos empreendedores.

Nem sempre, apagar as luzes é uma solução, principalmente pra pequenas indústrias, que usam máquinas e equipamentos. Então, a saída é aumentar a eficiência energética das empresas. Como? Sua Capitã apurou algumas atitudes simples:

  • Rever os processos de produção e otimizar volume de produção
  • Analisar o ambiente: trocar lâmpadas e recorrer à iluminação natural (instalar janelas de vidro)
  • Verificar desperdícios: fazer um diagnóstico e adequações pra evitar gastos desnecessários
  • Buscar alternativas pra reduzir desperdícios
  • Buscar informações e implantar projetos de geração de energia sustentável (captação de luz solar, por exemplo)
  • Avaliar fatores como posição do prédio, formato, orientação em relação ao sol, ventilação natural e elementos de sombreamento, pois eles reduzem a necessidade de sistemas artificiais e geram economia de energia
  • Verificar se a quantidade de luz está adequada: luz demais pode atrapalhar a atividade, além de consumir energia desnecessariamente; e luz de menos pode trazer problemas de saúde e riscos de acidentes (as normas da ABNT dão orientações corretas pra adaptação de ambientes)
  • Contar com sistemas independentes de iluminação: vários circuitos elétricos (interruptores) possibilitam desligar parte da iluminação nos locais que não estão sendo usados
  • Ajustar o ar-condicionado: para uma climatização mais uniforme do ambiente, o aparelho deve ser instalado na parte superior (a pelo menos 1,5 m de altura) e a boa regulagem do termostato também ajuda a economizar energia

 

Como economizar energia elétrica!

 

  1. Uso eficiente da água

O uso racional da água tem um papel de destaque, pois, assim como a energia, é um insumo básico pra qualquer atividade. Pequenas empresas e empreendedores autônomos que adotam uma gestão estratégica voltada pra eficiência hídrica adquire um diferencial competitivo, pois além de reduzir os custos e os desperdícios, também reduzem os impactos ambientais.

Eu vou listar aqui como é possível implantar uma gestão eficiente de água com baixos custos. É só adotar alguns hábitos e comportamentos simples, mas com resultados bastante positivos:

 

  • Eliminar vazamentos
  • Fazer a captação e o aproveitamento da água da chuva, utilizando a água pra irrigação e enchimento de espelhos d’água
  • Reutilização de água condensada (gerada pelo Sistema de Refrigeração)
  • Dar preferência a equipamento que reduza o consumo de água
  • Instalar torneiras de baixo consumo de água
  • Economizar água na manutenção de jardins e áreas externas
  • Utilização de válvulas de duplo acionamento nos banheiros
  • Redução da pressão das Torneiras de Banheiro
  • Redução da frequência das atividades de limpeza
  • Lavar o carro de sua empresa a seco

 

Cuidado pra água da sua pequena empresa não ir toda pelo ralo!

 

Dica bônus pra diminuir os efeitos da inflação

 

Pra ajudar minhas marinheiras e meus marinheiros a driblarem esse momento e tentar reduzir ao máximos os repasses aos clientes, eu separei essas outras sugestões, pois nós já sabemos que os aumentos acabam influenciando no preço de matérias-primas, e os efeitos da pandemia ainda estão impactando no faturamento de pequenos negócios. Então, a ordem é:

 

  • Organização e análise da situação da empresa
  • Renegociar com fornecedores, aluguéis, taxas e financiamentos com instituições financeiras
  • Negociar dívidas
  • Controlar os gastos e evitar novos gastos
  • Colocar os custos em ordem de prioridade
  • Cuidados com a gestão financeira
  • Revisar custos, margens e preços
  • Atenção ao fluxo de caixa
  • Diminuir os repasses dos custos aos clientes
  • Ficar atento aos indicadores econômicos e tendências do mercado
  • Conquistar novos clientes, traçando estratégias de marketing eficientes e conscientes

 

Leia também


Compartilhe este post

Posts relacionados

Este site usa cookies para garantir que você obtenha uma melhor experiência conosco. Para saber mais, acesse nossa Política de Privacidade