VENDA MAIS

Como perder a vergonha de vender em 3 passos práticos

Você tem vergonha de vender? É hora de superar isso pra começar a ganhar dinheiro! Veja 3 passos práticos que vão te ajudar!

07h | 25 de junho 2021 Por Capitã SOS

Muita gente consegue pensar em TUDO no próprio negócio, mas na hora de trazer o dinheiro pra dentro... Trava! É muito comum ter vergonha de vender. Afinal, isso costuma ser visto como algo, no mínimo, inconveniente.

Me diz qual é a primeira coisa que vem na sua cabeça quando você pensa em uma vendedora ou vendedor. Aposto que pensou em alguém insistente, que tenta te empurrar algo que você não quer. Ou tô errada??

Acontece, tripulação, que essa pessoa não é uma vendedora. E é por causa desse tipo de abordagem que as pessoas têm vergonha de vender: porque acham que vender é algo ruim, que vai incomodar os outros... Quando é exatamente o contrário!

Por isso, hoje, eu vou te mostrar como se livrar desse bloqueio, com dicas práticas pra perder o medo de vender! Então, se ajeita na cadeira e presta atenção aqui, porque esse texto pode ser a diferença entre você ganhar dinheiro ou ficar se lamentando que todo mundo vende, menos você.

1. Você sabe o que está vendendo?

O primeiro passo pra ser uma boa vendedora e um bom vendedor é conhecer como ninguém o seu produto ou serviço. E não tô falando em memorizar uma lista de palavrinhas técnicas, não! O negócio é saber pra que o produto ou serviço serve e que tipo de problema ele resolve.

Lembre-se: um produto ou um serviço nunca é "só" aquilo. É uma experiência! Quem vende bolos não vende simplesmente uma receita, mas sabor, alegria. Já quem é manicure não apenas faz unhas, mas vende autoestima, beleza. Por outro lago, alguém que trabalha como assistente virtual vende criatividade, comodidade.

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri tocando na cabeça, com cara de "entendeu?"

E então, o que VOCÊ vende? Ter total clareza disso te traz confiança pra oferecer pra sua clientela.

E, falando nela...

2. Você sabe o que sua clientela quer?

Infelizmente, tripulação, não importa se você tem o melhor produto ou serviço das galáxias se ninguém quer comprar. E, nesse caso, o problema não é a vendedora ou o vendedor, mas a falta de demanda.

É nesses casos que surge o problema que eu falei lá no começo e que faz tanta gente ter vergonha de vender, ou achar que é muito difícil! Uma boa vendedora e um bom vendedor, além de dominarem TUDO sobre o que vendem, também conseguem identificar o que o cliente quer. Isto é, de que forma o produto ou serviço que estão vendendo podem ajudar a solucionar algum problema que ele tem!

É com ESSA informação que você vai poder oferecer o que vende sem pressionar e sem ser inconveniente. Pelo contrário: você estará ajudando a pessoa a resolver algo. Entendeu a diferença??

"Capitã, mas como eu posso saber isso??"

Não existe uma única maneira. Você pode perguntar, claro! Inclusive pra quem já comprou com você, pra saber o que poderia ser melhor e incorporar essas mudanças o mais rápido possível. Aliás, essa é uma excelente prática de pós-venda!

Mas não é a única forma. Uma vendedora e um vendedor que estejam atentos podem identificar numa conversa rápida o que a pessoa precisa, mas ainda nem sabe. Esse é o tipo de percepção que você vai melhorar com o tempo, e que pode mudar TUDO nas suas vendas.

3. Você sabe o que a concorrência está fazendo?

Já falei várias vezes aqui de como a concorrência é importante pra você ser estratégica e estratégico nos seus negócios. Afinal, quem sabe analisar os concorrentes tem MUITAS vantagens no negócio. Quer ver?

#PRATODOSVEREM: Nathalia Arcuri apontando para a tela com a Margarete e falando "duvida?"

Sua concorrência pode te dar informações como:

  • O preço que os clientes estão dispostos a pagar por um produto ou serviço
  • Os tipos de demandas que já existem
  • As demandas que NÃO estão sendo atendidas!

E é nesse último tópico, tripulação, que você vai nadar de braçada. Afinal, se as pessoas estão procurando por alguma coisa e ninguém oferece ela, é VOCÊ quem pode fazer isso!

O objetivo é você se tornar a ÚNICA opção dos seus clientes. Dessa forma, mesmo que a concorrência tenha serviços ou produtos parecidos com os seus, eles não serão exatamente o que sua clientela procura. Portanto, é VOCÊ que será a primeira, a melhor e a única opção pra ela!

AH! Isso não quer dizer, necessariamente, criar algo completamente novo. Muitas vezes, isso significa ajustar o modo de fazer pra atender especificamente a uma demanda do seu público!

Nesse vídeo, a Nath Arcuri conta como foi que ela criou a Jornada da Desfudência fazendo exatamente isso! Já existiam outros cursos de finanças pessoais, mas nenhum como o que ela criou, com o método que ela desenvolveu. Dá uma olhada:

Extra: quanto mais prática, menos vergonha de vender!

Ninguém nasce sabendo, marinheira e marinheiro. TUDO na vida é prática, treino, tentativa, erro e aprendizado. Por isso, quanto mais você se esforçar pra aprender, mais rápido vai conseguir!

Além disso, vender é técnica, e você pode aprender e se aperfeiçoar. Existem inúmeros cursos, livros e até vídeos pra você ver de graça na internet pra ir pegando o jeito. Neste post, eu te mostrei uma lista de livros de vendas que podem te ajudar!

Agora, tripulação, é com você! Dê um mergulho no seu produto e serviço, analise as vendas que já fez e olhe a concorrência em busca de inspiração. E, claro, pratique muito, seja em frente ao espelho, seja com um amigo ou familiar, pra perder a vergonha de vender!

Até a próxima, e lembre-se: ninguém nasce sabendo, mas todo mundo pode aprender!

Leia também


Compartilhe este post

Posts relacionados

Este site usa cookies para garantir que você obtenha uma melhor experiência conosco. Para saber mais, acesse nossa Política de Privacidade